Notícias

2016-12-08 17:48:02

Apresentação da Plataforma Novo Rumo a Norte

Foi a pensar nas empresas e nos empreendedores do Norte de Portugal que nasceu o projeto Novo Rumo a Norte. Um projeto que visa a partilha de informação qualificada e credível e que facilita o acesso aos instrumentos de apoio que as empresas têm ao seu dispor até 2020, através da plataforma disponível em www.novorumoanorte.pt.

 

Mais do que uma plataforma digital, o Novo Rumo a Norte pretende ser o ponto de partida para levar mais longe a tua empresa e a tua ideia de negócio. Ficaste curioso?

 

Para saberes como podes dar um novo rumo aos teus projetos, junta-te a nós e participa na sessão de apresentação da plataforma NRN. A sessão ocorre dia 15 de dezembro nas instalações da IEMINHO em Vila Verde.

 

Programa Completo:

 

14:00 | Receção dos participantes

 

A importância da informação na gestão e no empreendedorismo

por Alexandre Mendes, Cláudia Guterres e João Costa.

- Como tirar partido do digital

- Projeto Novo Rumo a Norte: plataforma de serviços

- Processo de registo | Conteúdos | Eventos e atividades - parcerias | Helpdesk

- Marketing digital

 

Networking, experimentação da plataforma e apoio individual

 

18:00 | Conclusão dos trabalhos

 

 

Inscreve-te AQUI

Ler Mais

2016-11-22 12:06:30

Candidaturas StartUP Voucher

A medida «StartUP Voucher» visa promover o desenvolvimento de projetos empresariais, por parte de jovens entre os 18 e os 35 anos, através de um conjunto de tipologias de apoio específicas, articuladas entre si e disponibilizadas ao longo do desenvolvimento do projeto empresarial, que se encontre na fase da ideia.

 

As tipologias de apoio do StartUP Voucher são as seguintes:

 

a) Bolsa - valor mensal atribuído por promotor para o desenvolvimento do projeto empresarial;

 

b) Mentoria - acesso a uma rede de mentores que forneçam orientação aos promotores;

 

c) Assistência Técnica – disponibilização de assistência técnica para o desenvolvimento do projeto empresarial;

 

d) Prémio de concretização - atribuição de um prémio à concretização do projeto empresarial e à constituição da empresa.

 

A Bolsa do StartUP Voucher é um incentivo mensal no valor de 691,70 euros, por promotor, paga no final de cada mês, atribuída por um período mínimo de 4 meses, 8 meses, ou até ao máximo de 12 meses, tendo em conta as fases de desenvolvimento do projeto empresarial.

 

Podem ser atribuídas até um máximo de duas bolsas por projeto empresarial.

 

Podem candidatar-se os jovens que, cumulativamente:

 

a) Tenham uma idade compreendida entre os 18 e os 35 anos;

 

b) Tenham nacionalidade portuguesa ou residam em Portugal;

 

c) Não se encontrem a beneficiar de uma bolsa para os mesmos fins e não possuam outra fonte de rendimento;

 

d) Não possuam uma empresa já constituída.

 

 

 

O LIFTOFF pode ajudar-te nesta candidatura!

 

 

Contacta-nos através do email: liftoff@aaum.pt

Ler Mais

2016-11-07 10:15:33

Um mar diferente

Num mundo pautado pelo pulsar mediático todos os dias tomámos contacto com novas empresas explorando novas tecnologias e tendências, em muitos desses casos com um enfoque nas componentes sociais e digitais. A par destas componentes existe um grande potencial no repensar de conceitos antigos sem as amarras do passado.


Blue Ocean Strategy é uma teoria desenvolvida no INSEAD e que pode ser aplicada em diferentes casos, mas partilhando sempre uma característica, a disrupção, isto é olhando de maneira radicalmente diferente da vigente para os negócios e mercados. Procurando desenhar ofertas que mais do que responderem às necessidades de um mercado específico, procurem romper fronteiras e criar um novo mercado só para si, ou seja um oceano azul e ainda sem competição, por oposição à ideia de oceano vermelho de sangue e lotado de competidores.


Para chegar a este oceano azul o caminho passa por perceber as “regras” de determinado negócio/mercado para depois as quebrar, ou pelo menos a algumas delas, procurando também chegar aos que hoje não são clientes, e assumindo ao mesmo tempo como objetivos a eficiência de custos e a diferenciação do produto, mas não (necessariamente) a competição por preços baixos.


Exemplos que refletem esta abordagem vão desde produtos de consumo, como o caso da Wii, uma consola de jogos desenvolvida a pensar nos adultos em vez do público clássico de crianças e jovens, passando pela indústria do entretenimento, como o Cirque de Soleil que reinventou o circo, retirando elementos com elevados custos como os animais e juntando componentes do teatro e da música. E chegando a áreas como a política, Justin Trudeau, atual primeiro-ministro do Canadá, começou por se apresentar como um candidato pouco provável e acabou por vencer as eleições com propostas que quebravam o consenso político do país mas que respondiam aos anseios de um grande número de abstencionistas, jovens adultos cansados das propostas dos candidatos tradicionais.


Nas últimas décadas Portugal investiu na formação de pessoas altamente qualificadas e no desenvolvimento científico,  estes recursos são agora uma oportunidade para a exploração de novas ideias e negócios tirando partido de sectores tradicionalmente fortes da economia nacional, como os da fileira florestal, pasta e papel, alimentar e mar. A intercepção destes sectores com outras áreas como as ciências da computação, a engenharia de materiais e a biotecnologia são por isso uma oportunidade para pensar em mares e oceanos azuis com negócios que quebrem o status quo e aproveitem o potencial de ligação entre sectores tradicionais e novas tecnologias.

Mais info: https://www.blueoceanstrategy.com/


Simão Soares, CEO da SilicoLife e membro da direção da P-BIO


Artigo de opinião elaborado no âmbito da revista Get Started | Projeto LIFTOFF.

 

Não é autorizada a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização do autor e do LIFTOFF.

Ler Mais

2016-11-04 18:37:46

Transformação digital e o impacto nos Recursos Humanos

O workshop "Transformação digital e o impacto nos Recursos Humanos", inserido na 6ª Edição da STARTPOINT@UM, decorrerá no dia 9 de Novembro das 15h30 às 16h15. 


Resumo do tema que irá ser abordado:

O mundo encontra-se hoje perante uma nova realidade em que o Potencial Humano assume um papel preponderante enquanto agente diferenciador para o crescimento económico. 

O desencontro de competências e uma crescente escassez de trabalho aceleram uma guerra global, na nova Era em que vivemos atualmente e a essa era chamamos - a Human Age! A Human Age resulta da colisão de um conjunto de quatro forças macroeconómicas:

- Demográficas, com o desencontro de Talento a emergir;

- Económicas, com o aumento da sofisticação dos consumidores;

- Tecnológicas, com revoluções constantes no que é hoje apelidado de mundo digital;

 - Sociais, com a escolha individual exigida e valorizada.


O mundo do trabalho é impactado com forças futuras, como:

- A globalização e a mobilidade;

- A flexibilidade e a adaptabilidade;

- O conceito one life e a segurança de carreira;

- O desenvolvimento de competências;

- Os modelos de trabalho;

- A automação;

- E as soluções personalizadas e on demand.


A transformação digital tem contribuído para as alterações que geram a incerteza económica e a compressão de margens, mas contribuirá também, decisivamente, para a evolução e adaptação necessárias. Ao mudarmos a forma como pensamos, enquadrando as potencialidades do digital, estamos automaticamente a mudar a forma como inovamos e como geramos valor.

Qual é o papel do mundo digital na relação entre Pessoas e empresas? De que forma são os Recursos Humanos impactados pela transformação digital?

A integração da tecnologia digital nos Recursos Humanos permite e exige que sejam desenhados novos modelos de trabalho, desenvolvidas novas práticas e que sejam exploradas novas fontes de Talento. 

A transformação digital contribui todos os dias com novos meios e recursos que reforçam a necessidade e a expetativa de maior confiança, mas que simultaneamente, permitem maior flexibilidade e melhor eficiência. No entanto, a transformação digital e os recursos que nos apresenta, são apenas ferramentas, que implicam uma maior sofisticação das Pessoas que as operam, sendo que a análise qualitativa, de intervenção humana, continua a ser fundamental.

As plataformas online de trabalho tornam mais fácil encontrar o talento, mas mais difícil de o reter.

 

Em suma, o digital irá redefinir o futuro dos Recursos Humanos ao longo da próxima década, uma vez que, comparativamente com o modelo tradicional, o modelo digital permite aceder, integrar e estabelecer relações entre os dados recolhidos com maior facilidade e rapidez, permitindo que se tomem melhores e mais informadas decisões de gestão.

 

Orador(a):


Pedro Amorim, Managing Director da Experis

Licenciado em Psicologia Social e das Organizações pelo Instituto Superior de Psicologia Aplicada, frequentou também um Programa Avançado de Gestão  e um Programa Avançado em Gestão Estratégica e Criação de Valor na Católica Business School. Conta com mais de 18 anos de experiência profissional em Recursos Humanos, com especialização em gestão de equipas, atração de talento e desenvolvimento de carreira em empresas multinacionais. É atualmente Professor Convidado da Católica Business School no Programa Geral de Gestão e no Programa de Certificação em Medical Sciences Liaison pela Universidade Católica Portuguesa, Faculdade de Medicina.

 


Inscrições AQUI

 

Local: Universidade do Minho - Campus de Gualtar - CP2

 

Notas:

- Participação GRATUITA

- Será entregue certificado de participação a quem solicitar

- É oferecido o transporte entre os Campi.

Ler Mais

2016-11-04 16:33:11

Eixos Estratégicos no Recrutamento do Grupo Moretextile

A sessão "Eixos Estratégicos no Recrutamento do Grupo Moretextile", inserida na 6ª edição da STARTPOINT@UM, decorre no dia 10 de Novembro das 16h30 às 17h15.

 

Breve descrição da sessão:

- Apresentação do Grupo Moretextile

- O que valorizamos no Grupo Moretextile?

- Auto-conhecimento e Procura Ativa de Emprego

- Processos de Recrutamento em Curso 

 

Breve descrição do orador:

- Fábia Martins: Concluiu a sua Licenciatura em Ciência Psicológica, pela Universidade do Minho em 2007 e no final de 2009 tornou-se Mestre em Psicologia do Trabalho, das Organizações e dos Recursos Humanos pela mesma Universidade.

Nesta altura, após várias experiências profissionais ligadas às vendas enquanto estudante, foi convidada a integrar os Quadros da Jordão Cooling Systems.

Foi Responsável pela criação do próprio Departamento de Recursos Humanos (que não existia como tal na empresa), tendo ficado depois igualmente responsável pelo departamento de RH, e por consequência, de todos os processos decorrentes.  Estas funções foram exercidas ao longo de 5 anos na referida empresa.

No entretanto, foi aprofundando os seus conhecimentos na área dos Recursos Humanos, através da obtenção do CCP (Certificado de Competências Pedagógicas), da realização de uma Pós Graduação na área de Gestão na Universidade do Minho, e de uma Certificação Internacional em Coaching pela International School of Professional Coaching.

Neste momento é Responsável de Recursos Humanos no maior Grupo Europeu de Têxteis Lar (MoretextileGroup) e colabora com o Liftoff da Universidade do Minho como Coach Profissional.

É ainda formadora para as áreas Comportamentais e de Recursos Humanos.

 

Inscrições AQUI


Local: Universidade do Minho - Campus de Gualtar - CP2

 

Notas:

- Participação GRATUITA

 

- Será entregue certificado de participação a quem solicitar

 

- É oferecido o transporte entre os Campi.

 

Ler Mais